Em 2013 o CDC (Centers for Disease Control and Prevention ), órgão regulador na área de saúde dos Estados Unidos, divulgou uma nota enfatizando as 3 maiores causas de mortes no país.

Desde então o assunto tem se tornado polêmico e até viral, visto que esse gráfico, surpreendentemente, não se altera.

 

Observe que a terceira maior causa de mortes nos EUA é erro médico. E detalhe para o quadrado no canto esquerdo inferior, nos EUA, erros médicos não constam nos relatórios de óbito, o que sugere que esse número seja ainda maior. Isso significa que, por exemplo, pessoas com câncer que morrem em cirurgia, são reportados como morte por câncer, não por erro médico. Os erros médicos médicos contabilizados nessa estatística são apenas os casos onde as doenças dos pacientes não eram fatais, como por exemplo, idosos que morreram de queda por conta de anti-depressivos ou falhas renais, hepáticas e até cardíacas por conta de medicamentos. Ou seja, a terceira posição só está incluindo mortes de pessoas relativamente saudáveis que morreram por conta de tratamentos médicos.

E veja bem, quem divulgou esses dados foi o próprio CDC, um órgão do governo, que não tem interessem nenhum em prejudicar o sistema de saúde do país, afinal, trabalha lado-a-lado com e é patrocinado pelos hospitais e pela indústria farmacêutica americana.

Mas como isso é possível? Ainda mais nos EUA, que seja, talvez, o país mais desenvolvido do mundo no que diz respeito à saúde? Será que os médicos lá são tão ruins assim? Os EUA são líderes mundiais em seminários e eventos na área de saúde. Suas drogas, equipamentos e procedimentos são usados no mundo todo! Então esse não é um problema apenas dos EUA, é um problema mundial.

Não me entenda mal, a medicina convencional salva vidas, se você tiver um problema de saúde, consulte um médico (ou vários até achar um bom), mas a lição a se tirar disso tudo é que a medicina convencional hoje NÃO sabe tudo. Ainda é uma ciência em evolução, longe de saber tudo, e que a todo ano, ela mesma, se contradiz. Todo ano, medicamentos aprovados anteriormente são removidos do mercado por conta de seus efeitos colaterais. E todo ano, são substituídos por novas drogas. O mesmo vale para procedimentos cirúrgicos e qualquer tipo de tratamento no geral. Lembre-se disso! A medicina está evoluindo.

Mas o que fazer então?

Primeiramente LEIA AS BULAS! É inadmissível uma pessoa tomar uma droga sem antes ler a bula. Na bula, você terá a informação necessária pra saber os efeitos que a droga terá no seu corpo. É muito comum pessoas, principalmente idosos, iniciarem um tratamento com um problema e desenvolverem outros por conta dos remédios. Tendo lido a bula, ao aparecerem novos sintomas, você saberá a causa e poderá procurar teu médico pra rever seu tratamento. Médicos são muito bons em salvar vidas, mas não coloque a sua vida sob a responsabilidade deles, ela é antes de mais ninguém, responsabilidade TUA! E os médicos contam com isso. Eles não podem cuidar de você como se fosses um bebê. É sua responsabilidade observar os efeitos das drogas no seu corpo e agir.

Dito isso, todo o resto é tua responsabilidade. Estou falando dos teus hábitos, incluindo os alimentares, sono, trabalho, exercícios e inclusive os profissionais que você procura pra te ajudar. Visto a quantidade de pessoas doentes que existe hoje, é mais do que esperado que a medicina invista principalmente em remediação em vez da prevenção. Mas prevenir doenças deveria ser algo inerente ao ser humano. Somos seres pensantes, no fundo, sabemos o que nos faz bem e o que nos faz mal. Basta observar seus hábitos!

Minha recomendação é: se estás doente, procure um médico. Se a proposta médica não resolver seu problema ou apenas “remediar”, como por exemplo, apenas lhe propor remédios pra dor ou qualquer tratamento “sem fim”, procure outros profissionais, tanto na medicina convencional (moderna), como nas tradicionais (milenares). A própria medicina tradicional chinesa, ou como é mais conhecida, acupuntura, é uma medicina milenar, que apesar dos esforços para desmentir sua eficácia até a década passada, hoje, é no mundo todo reconhecida e até disputada pela classe médica. E não se engane, acupuntura não é só “colocar agulhas”. Um bom profissional da MTC (Medicina Tradicional Chinesa) trabalha também com remédios naturais, exercícios e nutracêutica (alimentação como tratamento).

Tenha isso em mente: Os melhores tratamentos hoje para QUALQUER DOENÇA, tem como parte ESSENCIAL (quando não exclusivamente) a alimentação. Drogas, cirurgias, agulhas de acupuntura, fitoterápicos, fisioterapia, meditação e outros, tudo isso tem grande importância, mas sem tirar o teu veneno e sem dar ao teu corpo a matéria prima pra sua recuperação, não há cura. Teu corpo é o único capaz de te curar, o resto, só dá uma mãozinha.

Nenhum profissional sabe tudo, então diversifique. Mas tenha certeza de onde está colocando seu dinheiro, cuidado com propostas de nomes esdrúxulos, muito novas ou potencialmente perigosas. Comece pelo que te traz mais confiança. Mas nunca pare de buscar sua cura, há gente por aí realizando o que os médicos chamam de “milagres”. Eu mesmo sou uma prova ambulante de “curas impossíveis”.

Finalizo com um vídeo legendado do Dr. Peter Glidden sobre essa questão. Vale muito a pena assistir.

 

E ajude as pessoas que você ama, compartilhe essa página com elas, e claro, ajude-nos com teu like.

E lembre-se: coma bem que a saúde vem.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>